Exame de direção, ansiedade e autoconsciência

Sinto que já deveria ter me livrado disso. O fato é que tenho aversão a exames, e *amanhã* será o meu exame de direção! Não fosse minha discplina mental, estaria morrendo de ansiedade nestas horas, simulando em minha mente o evento que, muito provavelmente, se realizará de uma maneira (como todo mundo sabe) um tanto diferente do simulado. Para completar, esta é minha segunda tentativa de exame, a primeira frustrada porque eu estava portando não o documento original de RG, mas uma cópia autenticada, hábito comum em outros estados, como Pernambuco, uma segurança de que seu documento original não será roubado em caso de assalto, mas sem validade para os processos do Detran e  Polícia Civil do estado de Minas Gerais. Agora só ando com documentos originais! Isso aumenta a ansiedade, consideravelmente.

—>> Uma breve explicação e fundamentação teórica a respeito do que vou falar em seguida <<—

Tenho minhas certezas pessoais, as quais são provavelmente qualificadas como “crenças” na opinião de alguém que não viveu as experiências que vivi. Mas, no fim das contas, é tudo “crença”, não é verdade? Cada qual com seu “sistema de crenças”… Mas, quando vamos falar para todos, temos que falar usando métodos que possam ser compartilhados, sob o risco de nos tornarmos solipsistas (embora isso não implique que o solipsismo seja uma mentira – no meu entender, é verdadeiro). Por isso, falo como cientista/engenheiro na maioria das vezes em que exponho minhas ideias ao público que não possui um sistema de crenças que intersecta bem com o meu particular. Às vezes emito opiniões que, embora tradicionalmente científicas, são “mentirosas” quando olhadas sob a ótica do meu sistema de crenças profundo. E nesta postagem falo uma grande mentira sob esta ótica, mas uma verdade sob a ótica do mundo compartilhado por muitas mentes e, por que não (equivalendo software e hardware), cérebros.

—>> Fim da explicação e fundamentação teórica <<—

Bom, o evento do exame de direção amanhã me faz refletir o que se passa em minha mente hoje diante do conhecimento do amanhã: ansiedade. Embora moderada, pelas disicplinas que me imponho, não posso deixar de observar como o cérebro simula situações futuras nestas situações. Observando bem, creio este ser o papel da ansiedade: simular o futuro. Uma pessoa com excesso de ansiedade é certamente aquela que simula em sua cabeça o futuro excessivamente, patologicamente, quase sempre considerando cenários de simulação não reais, o que inevitavelmente resulta em frustração. E, em última instância, conseguimos compreender o papel da autoconsciência, considerando um indivíduo saudável: a representação de si mesmo em um cenário simulado pelo cérebro, visando um melhor planejamento das ações.

A autoconsciência que é tida como uma das incógnitas evolucionárias da neurociência, pode agora ser pensada como uma representação de si mesmo no modelo de simulação do futuro que o cérebro processa. Se pararmos para pensar, estamos continuamente projetando a imagem de nós mesmos no futuro. Quando estamos andando, por exemplo, estamos, em um nível inconsciente (consciente para alguns poucos mais atentos – Gurdjieff diria que para aqueles que mantêm a “lembrança de si”), visualizando o nosso andar e projetando como andaremos no cenário que se desdobra por meio da percepção e da memória. É por isso que sabemos como ajustar os passos muito antes de encontrar um obstáculo…

Ao menos posso fazer uma boa reflexão fatos que me trazem associações negativas: EXAMES! Não gosto de ser avaliado… acho que ninguém gosta de fato. Mas alguns gostam muito menos. Após refletir sobre exame de direção, ansiedade e autoconsciência, me vem a mente o que realmente faz eu me sentir mal: é claro que me irrita a ausência de recursos computacionais (neurais) para continuar processando coisas que são, de fato, importantes.  Assim como no mundo da computação, as simulações plausíveis consomem muitos recursos, e acho que são exatamente as simulações de diferentes cenários de exames de direção que estão sendo processadas em meu cérebro neste momento, me esgotando em parte. Fazer o quê…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s